sexta-feira, 12 de setembro de 2014

DATAFOLHA MOSTRA EMPATE: OLÍVIO FICA COM 27%, E LASIER, COM 26%

No levantamento anterior, os dois estavam numericamente empatados com 29%

Datafolha mostra empate: Olívio fica com 27%, e Lasier, com 26% Montagem sobre fotos de Jean Pimentel e Diogo Sallaberry / Agência RBS/
Foto: Montagem sobre fotos de Jean Pimentel e Diogo Sallaberry / Agência RBS
Na segunda pesquisa Datafolha em setembro para a disputa pela vaga ao Senado, Olívio Dutra (PT) e Lasier Martins (PDT) empatam. O petista aparece com 27%, e o pedetista, com 26%. No levantamento anterior, os dois estavam numericamente empatados com 29%.
Pedro Simon (PMDB), que substituiu Beto Albuquerque (PSB) no meio da campanha, registra 16%. Simone Leite (PP) tem 3%. Ciro Machado (PMN) eJúlio Flores (PSTU) aparecem com 1% cada um. Já Rubens Goldenberg (PRP) não alcançou 1%.
A pesquisa Datafolha, encomendada pela RBS TV e Folha da Manhã, foi realizada nos dias 8 e 9 de setembro. Foram ouvidos 1.258 votantes, e a margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O levantamento está registrado no TSE, sob o protocolo RS-00015/2014.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

“Nós não somos do tipo que muda de lado”, diz Dilma

A presidenta Dilma Rousseff, candidata do PT à reeleição, criticou aqueles que, segundo ela, “mudam de opinião como quem muda de roupa”. Para Dilma, isso é postura de “quem não tem coluna vertebral”. A declaração aconteceu na noite desta quarta-feira (10), durante comício em Belém (PA), em clara referência à candidata Marina Silva (PSB).
“Uma coisa vocês podem ter certeza. Nós não somos do tipo que muda de lado. A gente tem caráter”, declarou a presidenta.
O episódio recente envolvendo Marina Silva e o pastor Silas Malafáia, também foi lembrado. Pouco depois de o pastor publicar críticas às propostas da campanha do PSB favoráveis à comunidade LGBT, em sua conta do twitter, Marina recuou e eliminou o trecho de seu programa de governo. “Não aguentam um tuíte, quem dirá uma manchete negativa”, questionou Dilma.
“Quem não tem força, não tem determinação, não se estabeleça. Isso não dá certo”, concluiu.
Apoio - A candidata recebeu nesta noite o importante apoio da filha do ambientalista e ex-seringueiro Chico Mendes, Angela Mendes. Eleitora declarada de Dilma, Angela ressaltou os feitos do governo Dilma e Lula para a região Norte e pediu para a presidenta não deixe de olhar para a Amazônia. “Vim do Acre para participar do comício porque acredito no projeto que iniciamos e que já transformou a vida de milhares de brasileiros”, disse pouco antes de subir ao palco ao lado de Dilma.
Mais Médicos – A presidenta fez questão de lembrar que o Pará foi um dos estados que mais recebeu profissionais do Mais Médicos, do governo federal. “Isso para mim é um orgulho. Nós pegamos o touro à unha. E só quem tem coragem enfrenta o touro”, afirmou Dilma. O programa beneficia mais de 2 milhões de pessoas.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Dilma e Marina empatam no segundo turno, diz Vox Populi

Candidata do PT tem 36% dos votos e do PSB 28%

Pesquisa Vox Populi,  divulgada nesta quarta-feira pela revista Carta Capital,  mostra vantagem da presidente Dilma Rousseff (PT) em relação à sua principal adversária, Marina Silva (PSB), na simulação de primeiro turno e empate técnico entre as duas no segundo turno.

Dilma aparece com 36% das intenções de voto no primeiro turno ante 28% de Marina e 15% de Aécio neves (PSDB). Os demais candidatos somam 2%. Brancos e nulos são 7% e indecisos, 13%.

Na simulação de segundo turno, Marina aparece com 42% das intenções contra 41% de Dilma. Brancos e nulos somam 10% e indecisos, 7%.

No cenário em que Dilma enfrenta Aécio Neves, a petista teria 44% contra 36% do tucano. Brancos e nulos são 12% e indecisos, 8%.

Favoritismo

A maior parte do eleitorado (49%) acredita que a próxima presidente será Dilma. Para 31%, Marina é a favorita na disputa e 8% citam Aécio.

Rejeição

Segundo o levantamento, a rejeição a Aécio é 45%, a de Dilma, 42%, e a de Marina, 40%. O levantamento, com duas mil entrevistas em 147 cidades, foi realizado entre 8 e 9 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais e o número de registro na Justiça Eleitoral é BR- 00588/2014. Este é o primeiro levantamento do Vox Populi desde a morte de Eduardo Campos (PSB), em 13 de agosto.

ABERTA INSCRIÇÃO PARA PEDREIRO DE ALVENARIA - 200 horas


VOTE CERTO !!!


Dilma lidera com 38% e encosta em Marina no 2º turno

Dilma lidera com 38% e encosta em Marina no 2º turno. Pesquisa foi feita pelo Instituto MDA e divulgada nesta terça-feira.


Em um eventual segundo turno, Marina aparece com 45,5%, contra 42,7% de Dilma

A presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), lidera pesquisa do Instituto MDA, encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), com 38,1%. A candidata do PSB, Marina Silva, é a segunda colocada, com 33,5%. O levantamento divulgado nesta terça-feira mostra um crescimento da petista e de sua principal oponente na disputa. Em um cenário de segundo turno, a presidente aparece numericamente atrás da oponente, mas tecnicamente empatada.

O candidato do PSDB, Aécio Neves, aparece em terceiro, com 14,7%. Pastor Everaldo, do PSC, é o quarto, com 1%. Os outros candidatos registraram 1,3%. Brancos e nulos somam 5,9%. Além disso, 5,7% dos eleitores não sabem ou não responderam.

Em comparação com o levantamento anterior, divulgado no dia 27 de agosto, Dilma cresceu de 34,2% para 38,1%. Naquela data, Marina registrava 28,2%, enquanto Aécio tinha 16%.

Em um eventual segundo turno, Marina aparece com 45,5%, contra 42,7% de Dilma. Pela margem de erro de 2,2 pontos percentuais, as duas estão tecnicamente empatadas. Na pesquisa anterior, Marina Silva venceria Dilma Rousseff no segundo turno, com 43,7% ante 37,8%. 

Num cenário entre Dilma e Aécio, a petista venceria com 47,5%, enquanto o tucano tem 33,7%. Entre Marina e Aécio, a candidata do PSB ganharia com 52,2% contra 26,7%.

Para o Instituto MDA, o crescimento de Dilma segue uma melhora da avaliação do governo, que é positiva para 37,5%, contra 23% de avaliação negativa, além de sua exposição no programa eleitoral. A aprovação do desempenho pessoal atinge 52,4% contra 42,9% de desaprovação. 

O crescimento de Marina é atribuído a uma migração dos votos brancos, nulos e do eleitorado de Aécio Neves.

Foram entrevistadas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas das cinco regiões, entre os dias 5 e 7 de setembro de 2014. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o numero 574/2014. O nível de confiança do levantamento é de 95%.

CONHEÇA MELHOR PAULO PIMENTA 1307



Pimenta é jornalista e técnico agrícola formado pela UFSM. É o deputado federal mais votado do PT/RS na Câmara Federal, com 153 mil votos. Pimenta iniciou sua trajetória no Movimento Estudantil, na luta pela redemocratização do País. Em 1985, Pimenta assumiu a presidência do DCE da UFSM, e no ano seguinte foi Vice-Presidente da União Estadual de Estudantes do Rio Grande do Sul – UEE/RS.
Foi eleito vereador em Santa Maria em 1988 e reeleito em 1992. Chegou à Assembleia Legislativa em 1998. Vice-prefeito de Santa Maria de 2000 a 2002, Pimenta obteve 128 mil votos em sua primeira disputa para a Câmara dos Deputados, tornando-se o parlamentar mais votado do interior. Foi reeleito em 2006 e em 2010, sendo o mais votado do PT em todo o Rio Grande do Sul. No Governo da Presidenta Dilma Rousseff, entre 2012 e 2013, foi Presidente da Comissão de Orçamento, a mais importante do Congresso Nacional.
Em 2011, Pimenta esteve entre deputados brasileiros convidados para participar do Seminário “Brasil no Século 21″, nos Estados Unidos, por pertencer, segundo a Universidade de Harvard (EUA), a um grupo de líderes brasileiros com posição de destaque no cenário político nacional na próxima década.
Na Câmara Federal, Pimenta foi também Presidente da CPI do Tráfico de Armas; relator da CPI da Violência Urbana no Brasil; aonde defendeu a valorização dos profissionais de segurança; coordenador da Bancada Gaúcha do Congresso Nacional, que reúne os 31 deputados federais do Rio Grande do Sul mais os 3 senadores, e membro do Parlamento do Mercosul.
No Governo da Dilma Rousseff, Pimenta ocupou a presidência da Comissão de Orçamento, a mais importante do Congresso Nacional. Sua atuação neste colegiado possibilitou R$ 1,8 bilhão em investimentos para o Rio Grande do Sul.
O que você já fez em nome do interesse público? Essa é a prestação de contas que a sociedade espera
Na última edição do Prêmio PNBE, da entidade não-governamental Pensamento Nacional das Bases Empresariais, Pimenta foi o único parlamentar gaúcho na lista de homenageados, na categoria “Por um Brasil Ético e Eficiente”.
Em recente pesquisa realizada no Congresso, Pimenta obteve nota máxima entre os parlamentares que melhor utilizam as redes sociais para prestar de contas do seu mandato à sociedade brasileira.
Atualmente, Pimenta integra a Comissão de Defesa do Consumidor; Comissão de Turismo; e a Comissão de Esporte, responsável por propor iniciativas e promover debates sobre os investimentos da Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016 no Brasil.

PAC destinou R$ 101 bilhões para o Rio Grande do Sul

pacrs
O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) destinou cerca de R$ 101 bilhões para obras no Rio Grande do Sul. A população gaúcha já sente no dia a dia os efeitos positivos dos investimentos em trânsito, transporte coletivo, no esgotamento sanitário e na geração de energia.
Só em mobilidade urbana, foram investidos R$ 6,3 bilhões nos últimos quatro anos para viabilizar importantes obras, como a segunda ponte sobre o rio Guaíba que fará a ligação de Porto Alegre com o Sul do estado, passando pela Ilha do Pavão até a Ilha Grande dos Marinheiros, conectando rodovias de integração nacional. A ponte, orçada em R$ 649,6 milhões, servirá para desafogar o tráfego na única via que hoje garante a travessia do Guaíba. A expectativa é de que 50 mil veículos utilizem diariamente a nova ponte.
Outra obra foi a Rodovia BR-448/RS, inaugurada no fim do ano passado. Com 22,34 km de extensão, a estrada desafoga o trânsito de Sapucaia do Sul à capital, Porto Alegre, e dá acesso aos municípios de Esteio e Canoas. A obra foi feita inteiramente com recursos públicos, da ordem de R$ 1,5 bilhão.
Essas obras, assim como a Rodovia do Parque (BR-448), vão melhorar a qualidade da logística de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul, fazendo com que o estado dê, segundo a presidenta Dilma Rousseff, “vários passos à frente em direção ao seu destino histórico de ser uma das economias mais importantes do País”.
Em Porto Alegre, o governo Dilma ampliou o Trensurb até Novo Hamburgo e construiu o Aeromóvel que ligou o aeroporto ao metrô da capital gaúcha. “São R$ 6,3 bilhões em obras, que vão beneficiar os moradores de Porto Alegre, Alvorada, Canoas, Caixas do Sul, Coacheirinha, Gravataí, Passo Fundo e Viamão”, disse a presidenta Dilma Rousseff.
Além disso, o investimento em mobilidade urbana no RS viabiliza a construção ou melhoria de 27,8 km de vias de metrô, trem e aeromóvel; e 149,3 km de vias de ônibus, incluindo acessos para Veículos Leve Sobre Pneus (VLP) e Ônibus de Trânsito Rápido (BRT, na sigla em inglês).
E para o segundo mandato, a presidenta Dilma dará continuidade aos investimentos em Mobilidade Urbana, assegurando transporte público rápido, seguro e eficiente. “Precisamos que todas as grandes cidades tenham metrô, temos que garantir que as médias cidades não transitem para o caos urbano e tenham, de preferência, acesso à interligação entre modais”, disse.
Saneamento – O Sistema de Esgotamento Sanitário Ponta da Cadeia, maior obra do tipo do PAC, torna possível a ampliação do tratamento do esgoto de 27% para 80% na capital gaúcha, beneficiando no primeiro momento 515 mil pessoas, e podendo chegar a 1,2 milhão em 30 anos. O governo federal investiu R$ 348,4 milhões no empreendimento.
Com apoio do Governo Federal, está sendo construído no Rio Grande do Sul o maior complexo de energia eólica da América Latina, que vai gerar mais de 550 megawatts (MW) de energia, o suficiente para abastecer uma cidade com 3,4 milhões habitantes. São três grandes parques eólicos em obras – dois deles contam com investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2): o Parque Eólico Geribatu (em Santa Vitória do Palmar) e o de Chuí (em Chuí, extremo sul do País). O terceiro é o de Hermenegildo, também em Santa Vitória do Palmar.
Social – Além do PAC, os programas sociais beneficiam os gaúchos. O programa Mais Médicos atende a 3,7 milhões de pessoas no Rio Grande do Sul, estado que recebeu 1.081 profissionais pelo programa, que estão atuando em 369 municípios (74,2% do total). O Fundo Nacional de Saúde repassou, de 2011 a 2013, R$ 11 bilhões para a saúde do estado. Este ano, já foram transferidos mais de R$ 2 bilhões para o setor.
Na área de educação, o governo federal aprovou a construção de 359 creches, 42 delas estão concluídas e 76 em obras. A educação em tempo integral já é realizada em 2,6 mil escolas gaúchas e 18,3 mil professores alfabetizadores receberam formação por meio do programa Alfabetização na Idade Certa.
O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) está qualificando 491,9 mil pessoas em 366 municípios. Graças ao Programa Universidade para Todos (Prouni) e ao Fies (Programa de Financiamento Estudantil), mais de 180 mil gaúchos tiveram acesso ao ensino superior.
O Bolsa Família atendeu 444.834 famílias gaúchas, com valor médio de R$ 139,12. No estado, 526.128 pessoas saíram da extrema pobreza desde 2011.
O programa Luz para Todos realizou, a partir de 2011, 4.683 ligações, com investimentos federais de R$ 6.268.390, superando a meta até 2014, que era de 4.468 ligações. O programa levou luz elétrica a 916 famílias extremamente pobres.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

DILMA SEGUE FAVORITA

A mais nova pesquisa do Ibope mostrou que Dilma está crescendo na liderança da disputa presidencial.

Segundo o instituto, a presidenta tem 37% das intenções de voto, três a mais do que na pesquisa anterior e quatro à frente da adversária mais próxima, Marina Silva, que agora está com 33% dos votos

Aécio Neves recuou quatro pontos e aparece com 15% no novo Ibope.

Na medição espontânea Dilma aparece com 6% de vantagem sobre Marina e 20% sobre o terceiro colocado Aécio Neves. O resultado foi o seguinte:
- Dilma Rousseff (PT): 31%
- Marina Silva (PSB): 25%
- Aécio Neves (PSDB): 11%
- Outros: 1%
- Branco/nulo: 9%
- Não sabe/não respondeu: 23%

Rejeição

O Ibope apurou ainda que os índices de rejeição entre os candidatos registraram movimento típico dos acontecimentos políticos dos últimos dias. A rejeição a Marina cresceu 2%, enquanto a de Dilma diminuiu 5 pontos percentuais.

Avaliação do Governo

Outra boa notícia para Dilma é que melhorou a avaliação do seu governo: os que classificam a gestão como “boa” ou “ótima” já são 36%, segundo o novo levantamento (aumento de dois pontos). Já que os desaprovam como “ruim” ou “péssimo” diminuiram novamente, caindo um ponto, de 27% para 26%.

Consideram o governo regular 37%, o que significa que 73% dos brasileiros opinam favoravelmente à gestão de Dilma como presidenta.

Fonte: dilma.com.br

PIMENTA LANÇA SITE DE CAMPANHA

Está no ar o site de campanha do deputado federal Paulo Pimenta. Nele, é possível fazer download dos jingles, acompanhar notícias sobre os roteiros, fazer pedido de materiais para ajudar na campanha. Acesse: www.pimenta1307.com.br.  

Se preferir fazer pedido de material por email, entre em contato com nossa equipe no email pimenta1307@pimenta1307.com.br. Basta informar, nome e endereço completo. Acesse também nossa página no www.facebook.com/deputadofederal para ficar por dentro de todas as ações do nosso mandato. Participe, colabore, compartilhe. Vamos contruir uma grande vitória. Juntos, a gente #FazAcontecer. 

Compartilhar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...